Arquivo mensal: outubro 2011

Agora estou no twitter…

Quem quiser seguir o Cidadão Crítico no Twitter basta procurar por @CidadaoCritico!!!

 

Anúncios

Gratidão?! Que história é essa?!

Durante toda a semana, percebi que nas redes sociais e nos blogs da cidade abundavam comentários em defesa do Governador com relação às vaias que o mesmo levou no histórico domingo, dia 23 de outubro, em plena Margem Esquerda.

Nesses inúmeros comentários, percebi que foi muito repetido o argumento da gratidão. Gratidão ao Governador pelo que ele fez no Reino de Sobral das Maravilhas quando o mesmo foi Prefeito desta cidade e também gratidão pelo que o mesmo tem feito enquanto Governador do Estado do Ceará. Alguns até falavam em gratidão pelo que o Prefeito Veveu “prometeu” Arruda tem feito, o que já é demais da conta!!!!

Segundo a Winkipédia, gratidão é o seguinte:

A gratidão é o ato de reconhecimento de uma pessoa por alguem que lhe prestou um benefício, um auxílio, um favor etc.

A gratidão é uma emoção, que envolve um sentimento de dívida emotiva em direção de outra pessoa; freqüentemente acompanhado por um desejo de agradecê-lo, ou reciprocar para um favor que fizeram por você. Num contexto religioso, gratidão também pode referir-se a um sentimento de dívida em direção de uma divindade, e.g. a expressão de gratidão a Deus é um tema central do cristianismo”.

Pergunto a vós, caros pensatoriantes que por aqui passam:

Você é grato a alguém para o qual você outorgou uma procuração para cuidar do seu patrimônio?

Você é grato a um médico (ou qualquer outro profissional) que você PAGOU para que lhe prestasse um bom atendimento ou serviço?!

Você é grato a empresa concessionária de energia elétrica pela luz da sua casa?

Vou parar por aqui porque os exemplos se multiplicam bastante.

O que quero dizer é que não temos que ter gratidão para com aqueles que pagamos para desempenhar alguma ação para conosco! Não devemos ser gratos a um político que foi eleito com o SEU VOTO e que está gastando O SEU DINHEIRO com as obras que DEVEM (OU DEVERÃO) beneficiar a VOCÊ e a toda uma COLETIVIDADE! Não, não temos que ser gratos a esses senhores. Estes senhores (e senhoras) não estão fazendo mais do que o seu DEVER para com aqueles que neles votaram. Em outras palavras, o argumento da gratidão é por demais fraco!

Gratidão temos para com aqueles que nos fazem o bem sem esperar nada em troca e que não foram remunerados para fazê-lo!!!

Gratidão temos, por exemplo, para uma pessoa que nos oferece uma carona quando estamos no meio de uma estrada com o carro no prego!

Gratidão temos para com aqueles que doam seu tempo e até mesmo seu patromônio para o bem de outrem ou de uma coletividade!

Não consigo ver o Governador, em suas açoes como tal, doando dinheiro do seu bolso (lembrando que o seu salário é pago por nós, contribuintes) para a realização das obras e benfeitorias no Estado do Ceará. O dinheiro que é gasto (e muitas vezes mal gasto) não é do senhor Governador do Estado do Ceará, sua alteza real, O Rei Sol!!! Mas sim, de todos nós cidadãos cearense que pagamos impostos direta ou indiretamente!!!

Portanto, senhores (e senhoras) devotos da Santíssima Trindade e do Prefeito Prometeu, não usem mais esse argumento da gratidão, quando quiserem justificar o que o Rei Sol tem feito! Nós não temos que ter gratidão para com ele e seja qual for o político!

Os políticos que aí estão, estão sendo pagos por nós e para nos servir e não o contrário!

Enquanto a grande massa não acordar para essa realidade, de que o Governador, o Prefeito, os Vereadores, os Deputados, não passam de EMPREGADOS TEMPORÁRIOS DO POVO, a situação neste país não muda!

Acordemos, povo do Estado do Ceará!!! O Governador é quem tem prazo de validade. Depois de 2014, ele volta a ser o Cid Gomes, simplesmente… Ele não é o GOVERNADOR!!! Ele ESTÁ Governador!!! Assim como todos os políticos que foram eleitos e que estão exercendo (bem ou mal) seus mandatos. Nas próximas eleições todos eles podem ficar desempregados! São todos temporários!

Qual o motivo de CID ter sido vaiado em Sobral?

Como defunto que sou, estava vendo a chegada de Kadafi. À distância. Pois estou no céu e ele foi para o inferno. Haja vista que, fui assassinado em Sobral lutando pelo povo. Enquanto Kadafi foi assassinado por lutar contra o povo. De repente, ouvi centenas de vaias. Não sabia de onde vinha. Quando notei, o eco era na direção de Sobral. Percebi que as vaias eram a favor de Cid. E não de Kadafi. Por isso resolvi explicar, para aqueles que não entenderam o motivo de Kadaficid, aliás, de Cid ter sido vaiado.

Vaiaram por não conhecerem a história de Sobral.

Se conhecessem saberiam que Cid é filho do José Euclides. Que foi eleito prefeito de Sobral apoiado pelo José Parente Prado. Assim que assumiu o cargo, José Euclides deu as costas para o Zé Prado.

Se conhecessem saberiam que Cid é irmão de Ciro Gomes. Ciro Gomes só é “gente” em virtude de ter sido adotado por Tasso. No dia que Tasso dependeu de Ciro, Ciro deu as costas para Tasso.

Se conhecessem saberiam que Cid e sua família sempre viveram à custa do poder público. Já foram de direita, de esquerda, de centro, comunista e agora são socialistas.

Se conhecessem saberiam que Cid só se tornou Prefeito em Virtude do apoio de seu antecessor, Aldenor Façanha Júnior. Assim que Cid Assumiu fez o possível para que as contas de Júnior fossem desaprovadas pela Câmara Municipal.

Se conhecessem saberiam que Cid e sua família estão a vinte anos no poder. E continuam dizendo que todos os problemas sociais, educacionais, de saúde que existem no Estado, a culpa são dos Governos anteriores. Como se os Governos anteriores não fossem eles mesmos.

Se conhecessem saberiam que quem mudou nos últimos anos não foi Sobral, mas sim, o Brasil. E o Brasil mudou em virtude do Lula ter sido eleito. Pois se tivesse sido o Ciro, o Brasil hoje seria um grande Ceará. Sobral já representou para o Estado do Ceará, aliás, para o Nordeste centenas de vezes mais do que representa hoje. Tanto econômica como socialmente. Nisso Serra e Lula foram inteligentes. Não deram asas ao Ciro, pois sabiam que seriam traídos. Assim como traíram Lúcio Alcântaras, Sergio Novais e etc. etc. etc.

Se conhecessem saberiam que Cid iria trair os funcionários públicos.

Pois quem trai seus companheiros trai seu povo.

Se conhecessem não precisariam vaiá-lo. Pois não teriam votado nele.

Por isso é importante Sobral conhecer sua história pára não repeti-la. Por isso é importante saber quem é “Veveu verá”. Por isso é importante saber que é ignorância afirmar que Cid é um grande político ou grande articulador por agir com toda essa falta de verdade, fidelidade, enfim com toda essa falta de ética. Pois ao contrário terão que aplaudir, também, Kadafi. Espero não ter morrido em vão.

Além, 26 de outubro de 2011

Deolindo Barreto

Fonte: Blog do Repórter Wilson Gomes

Comentário do Cidadão Crítico:

Fica até difícil comentar as palavras tão sábias e lúcidas do nosso jornalista defunto! Deolindo Barreto cada vez mais inspirado lá no além!!! Talvez mais vivo do que os bajuladores do Rei Sol!

O perigo dos bajuladores de plantão e a necessidade de dar ouvidos aos críticos

O bajulador, é aquele que adula com fim interesseiro.

Logo, o bajulador de um político, como é o Governador do Estado do Ceará, O Rei Sol, está agindo com algum interesse. Muitas vezes, esse interesse é apenas manter algum benefício próprio e não para uma coletividade.

É por isso, caros pensatoriantes, que os bajuladores do Rei Sol, também conhecido como O Príncipe, o Governador do Ceará, poderão ser aqueles que vão puxar a corda para enforcá-lo! Ou poderíamos dizer que darão nele o famoso abraço de afogado?!

Acontece, que o Rei Sol não suporta ser contrariado. Já ficou público e notório, que sua alteza real entende-se como a sapiência máxima em gestão pública e que tudo que ele faz é o que é certo. Alguém já parou para pensar se era realmente necessário nossa brava polícia usar carros de luxo como viaturas? Não teria sido melhor investir em treinamento e capacitação do que “torrar” alguns milhões de reais em Hilux!? Sem falar no Acquario…

Essa é apenas uma das inúmeras questões que assolam a mente de muitos cearense que estão vendo que o Rei Está Nú!!!!

Infelizmente, aqueles que estão ao lado do Rei Sol, não tem coragem de dizer: “Magestade, o senhor está nú!”

Desde domingo tenho visto em vários blogs e redes sociais, que o número de pessoas que tentam colocar a idéia de que o governo do Rei Sol é a última palavra em gestão pública e não possui falhas aumenta cada vez mais. Isso não é bom para ninguém! Muito menos para o próprio Rei Sol!

É necessário haver oposição, o contraditório. Por isso que incentivo os devotos da Santíssima Trindade e os seguidores do Prefeito Prometeu a virem ao Pensatório apresentar argumentos sólidos e bem construídos contra as nossas opniões aqui registradas! Mas não vem ninguém!!! É bom o debate de idéias! É salutar!!!

Penso que quanto menos o Rei Sol ouvir aqueles que são contra suas idéias e mais ouvir os bajuladores de plantão, mais e mais manifestações como a que ocorreu neste no Reino de Sobral das Maravilhas, no domingo histórico, 23 de outubro de 2011, haverão de acontecer em outras localidades do Estado do Ceará.Afinal de contas, já devem pensar por aí: “Se vaiaram este homem em sua principal curral eleitoral, imaginem o que pode acontecer por aí a fora!!!!”

É necessário que sua alteza real, o Rei Sol, deixe de ouvir aqueles que sempre concordam com ele. Quem sempre concorda poderá traí-lo na primeira oportudade quando perceber que ficar ao seu lado não mais lhe dá garantia.Os bajuladores são como ratos em um navio: os primeiros a fugir quando aquele começa a afundar!

Por isso, caro Rei Sol, tenha muito, mas muito cuidado com os bajuladores de plantão!!! Tenha cuidado não somente com suas palavras, como disse o professor no domingo da vaia! E ouça mais aqueles que lhe criticam, que apontam seus erros, que dizem o que não está certo em suas ações. Estes sim, são VERDADEIROS!

E o conselho vale não somente para o Rei Sol, mas para qualquer pessoa, mesmo que não seja político. Bajuladores não são boa gente! Elogios demais, somente são sinceros quando vindos de nossas mães, afinal de contas, para elas, sempre somos perfeitos!

Para complementar minha fala, eis um pequeno texto sobre O Bajulador. Se vocês fizerem uma pequena consulta ao Google sobre a palavra bajulador, ficarão impressionados como tem textos e mais textos sobre esse tipo de gente!

 

O Bajulador

O bajulador é aquela persona  comum em quase todos os lugares, que apesar de parcos talentos e qualidades morais, utiliza ardis  para manter-se sob o pálio de seus superiores hierárquicos. Estes,  seres que necessitam de objetos sem luz própria a fim de irradiarem de maneira mais ampla seu poder de ação.

O Bajulador  sempre estará ao redor do  patrão, em órbita elíptica,  pronto para servir cafezinho, rir de suas péssimas piadas, apoiar sempre suas críticas e idéias (por mais absurdas que sejam) e abanar rabo como um cachorro débil e servil.

Como é uma pessoa despicienda e seu trabalho é visivelmente infrutuoso , para salvar-se da incompetência, o bajulador  mantém uma relação de comensalismo, onde o excesso de vaidade e a falta de inteligência se compensam na falsidade de elogios.

Não possue idéias próprias, mas costuma apropriar-se das idéias alheias.

Como características de seu caráter podemos destacar a:  maledicência, mentira, inveja, egoismo, covardia…

Fautores do ditado popular” “O saco é o corrimão da vida”, por sua “fidelidade”,  não  raro são agraciados com aumentos de salários, cargos/funções de destaque ou promoções na carreira (Merecimento “Lambe-Botas”).

ISSO É BRASIL!!!


(Parte do texto é de autoria de Bianca Rosolem (www.paginadois.com.br)

(Trata-se de uma obra de ficção. Qualquer semelhança com fato ou pessoa é mera coincidência)

Fonte: O Bajulador

Programa Debates do Povo desta terça-feira recebe o governador do Estado Cid Gomes

Perguntas e opiniões podem ser enviadas pelo telefone (085) 3066.4030, via e-mail debatesdopovo@opovo.com.br ou pelo Twitter, no usuário @debatesdopovo.

O governador do Estado, Cid Gomes (PSB), é o convidado desta terça-feira, 25, do programa Debates do Povo, da rádio O POVO/CBN (1010). O programa vai ao ar, ao vivo, das 13 às 14 horas, e será transmitido também pelo portal O POVO Online.

O desafio de Fortaleza como uma das sedes da Copa das Confederações e Copa do Mundo, os projetos em andamento nas grandes áreas da gestão, como saúde, educação e segurança pública, serão alguns dos assuntos abordados no programa.

Presidente estadual do PSB, Cid também deverá falar dos rumos do partido nas eleições municipais do ano que vem e da relação com os principais aliados no Estado.

Mediado pelo jornalista Erivaldo Carvalho, o Debates do Povo desta terça contará com a presença dos também jornalistas Ítalo Coriolano e Fábio Campos, ambos do O POVO.

Ouvintes e internautas podem participar do programa de três formas. Por telefone, ligando (085) 3066.4030; pela Internet, o usuário manda perguntas e opiniões pelo e-mail debatesdopovo@opovo.com.br ou interage no Twitter, no usuário @debatesdopovo.

SERVIÇO
Programa Debates do Povo
Rádio: O POVO/CBN (1010)
Portal: http://www.opovo.com.br
Telefone: (085) 3066.4030
Email: debatesdopovo@opovo.com.br
Twitter: #debatesdopovo

Fonte: Jornal O Povo

 

Comentário do Cidadão Crítico:

Vamos enviar perguntas, pensatoriantes!

Uma noite para sobralense algum (inclusive o Governador do Ceará) (e nenhum cearense) esquecer!

Afinal de contas, o que aconteceu ontem, dia 23 de outubro de 2011????

Foi uma noite para Cid Gomes não lembrar?

Ou terá sido uma noite para ele não esquecer?

Poderia dizer também que a noite do dia 23 de outubro de 2011, foi para sobralense nenhum esquecer! Tanto os mais apaixonados pela Santíssima Trindade (Cid, Ciro e Ivo) como também para os devotos do Prefeito Veveu “Prometeu” Arruda!

Não poderia deixar de ir ver o show do cantor maranhanse, além de gostar de suas músicas, fui um dos muitos cidadãos sobralense, pagadores de impostos, que bancou a apresentação do ilustre artista. Portanto, não poderia deixar de ir.

E como disse o jornalista-defunto Deolindo Barreto, quando nos mostrou quem são as Forças do Atraso, ontem não foi diferente. O evento que marcado estava para iniciar-se as 18 horas, foi começar depois de 21 horas. Portanto, atrasado! Mas isso já é outra história…

Quando o mestre de cerimônias comunicou aos presentes que o Prefeito Veveu “Prometeu” Arruda iria falar, começou o INESPERADO: muitas das cerca de oito mil pessoas (segundo dados de diversos blogs da cidade) que lá estavam começaram a vaiar o senhor prefeito. Sim, aquelas pessoas, em sua maioria vaiavam o PREFEITO de Sobral. É bom tentarmos separar a pessoa pública do prefeito com a pessoa física do Veveu. Este pode até ser boa gente, bom pai, bom avô e marido exemplar… Caros pensatoriantes, eu não acreditava no que via e ouvia. As vaias ecoavam e, de maneira quase dramátical, o Prefeito Prometeu tentava falar e convencer a plateia de sua fidelidade e devoção ao Príncipe. E quanto mais o Prefeito Prometeu falava bem de sua alteza real e imperial, mais a vaia aumentava.

E assim foi até o Prefeito Prometeu calar-se e passar a fala para o segundo orador da noite…

E o inesperado aconteceu. Sim, inesperado mesmo!!! Eu cheguei a pensar que vaiar o Prefeito Veveu já estava no script, afinal de contas, o povo já está começando a dar sinais de cansaço dessa arrumação de casa que não termina nunca… O inesparado para mim, caros pensatoriantes, foi ver sua alteza real e imperial, O Príncipe, ser vaiado em seu maior CURRAL ELEITORAL. Ver e ouvir, aqueles que sua alteza acreditava serem seus SÚDITOS o vaiando foi no mínimo inusitado! Olhando aquela multidão que vaiava e gritava e ensaiava palavras de ordem ou insultos, como chamar O Príncipe de FASCISTA.

Não podia acreditar… Custei a acreditar… Foi incrível… Naquele momento me dei conta de que estava sendo testemunha da História Política de Sobral das Maravilhas. Percebi que aquele momento poderá ficar conhecido como o início da Primavera do Ceará (em alusão à Primavera Árabe, movimento que vem derrubando um ditador após outro nos países árabes de uns tempos pra cá!). Não sei ao certo ainda como nomear aquele momento… Não sei mesmo… Só uma coisa tenho certeza, O Príncipe não poderá jamais dizer que não foi vaiado em sua terra natal, naquele lugar que ele acreditava ser o Deus Sol, ou melhor dizer, O Rei Sol, tal e qual Luís XIV, na Fraça. E não poderia encontrar comparação melhor, pois Luís XIV, chegou a dizer: “L’État c’est moi” (em português: O Estado sou eu).

Passado o espanto inicial comecei a meditar a cerca do que acontecia… E imaginei o Grilo Falante conversando com O Rei Sol do Ceará dizendo-lhe: “Cid, você não é aquilo que acreditou ser… Cid, você não tem o poder… Você está no PODER, mas quem TEM O PODER são eles… Estes que te vaiam, Cid, são os que tem o verdadeiro poder. Foram eles, Cid, que te colocaram aqui em cima… E serão eles que vão te tirar, Cid… Cid, acorda desse sonho despótico e pede perdão a eles, Cid… em breve, eles, aqueles que estão ali embaixo, que estão te vaiando, vão ser teus algozes… O poder, Cid, é capilar… Ora ele está aqui, ora acolá!”

É, meus caros pensatoriantes… Imagino que a noite não foi tão boa para sua alteza real e para sua corte. Sim, a corte estava lá presente, no palco (ou seria um palanque?!) estupefatos, boquiabertos (a primeira-dama de Sobral teve que segurar o queixo para não cair. É interessante como a Professora (sim, ele é professora, apesar de acredito eu, fazer um bom tempo que ela não sabe o que é VIDA DE PROFESSOR de verdade) Isolda Cela não consegue disfarçar o espanto em certas ocasiões (que nem no dia que O Príncipe disse quando abordado por professores em greve que por ele nem carreira existia). Aliás, todos estavam em transe. Para eles, aquela noite foi A NOITE QUE SOBRAL PAROU! Parou não para ver a banda passar cantando coisas de amor, mas sim, parou para demonstrar ao Governador do Ceará, a sua insatisfação para com o seu governo.

Outro momento alto da noite foi quando um corajoso professor subiu no palanque (ou era um palco?! não sei mais não…) para olhar dentro dos olhos de sua alteza real e imperial que desejava que ele não mais se candidatasse a nada. A plateia fez silêncio para ouvir o corajoso professor que naquele momento escrevia seu nome com letras douradas na história política da cidade (ou em letras de sangue no Index Librorum Prohibitorum de sua alteza real e imperial, O Príncipe). O silêncio da plateia para ouvir o professor falar deve ter sido ensurdecedor ao ego de sua alteza real e imperial, O Príncipe. E o professor ainda teve humildade de aconselhar O Príncipe! O nobre professor disse que sua alteza tivesse mais cuidado com as palavras…

Depois da valente fala do professor, símbolo desta noite, sua alteza real e imperial, que muito poderia ter ganho a noite dando uma de Madalena arrependida, baixando a cabeça e pedindo desculpas a todos os professores do Estado do Ceará por suas ações (se ele tivesse feito isso teria dado uma mostra de que é um ESTADISTA… mas o ego de sua alteza real e imperial é grande demais para tal sacrifício…) tentou reverter a situação explicando a sua tão mal falada frase a respeito do amor… Em vão… Quanto mais falava… Mais vaia levava… Tentou tambem recordar aos presentes todos os seus feitos quando prefeito e o que está fazendo atualmente… Em vão… Mais vaias se espalhavam…

Ao final, saiu apressadamente do palaque (sim, aquilo era um palanque repleto de políticos oportunistas. Só seria um palco quando o artista maranhense subisse e se apresentasse) cercado por uma verdadeira tropa de choque para proteger sua alteza de algum manifestante mais exaltado… Era visível o abatimento de sua alteza… Vai ver naquele momento ele se sentia como Hosni Mubarak… Cercado por seus asceclas que de alguma maneira tentava consola-lo e, principalmente, mostrar a sua alteza real e imperial que eles estavam do seu lado. Não sei até quando estarão… Pois fidelidade é algo um tanto incomum no mundo da política (sua alteza real e imperial e seu irmão ex-tudo sabem muito bem o que não é ser fiel a um partido político ou a um padrinho político).

E ainda teve o show do artista maranhense que para muitos deixou de ser protagonista da noite para ser coadjuvante!

Quando voltava para meu château vinha ainda a meditar e algumas indagações floresceram em minha mente:

– Será que sua alteza real percebeu que as coisas estão mudadas?

– Será que sua alteza real vai mudar sua postura?

Para a primeira indagação, creio que a resposta é SIM…

Já para a segunda… É NÃO, afinal de contas, o ego de sua alteza é por demais grande!

O Rei Nú – Por Rubem Alves

O Rei Nu

Hans Christian Andersen foi um dinamarquês que gostava de contar estórias para grandes e pequenos. Todos conhecem a estória do Patinho Feio. Imagino que ele a inventou para consolar um menino feio, sem amigos, motivo de zombaria. Contou também a estória de uma menininha que, numa véspera de Natal, a neve caindo, tentava vender fósforos numa esquina da cidade. Ninguém parava. Ninguém comprava. Todos caminhavam apressados para suas casas onde havia uma lareira acesa, o vinho, a ceia e os presentes os esperavam. Todos queriam celebrar o nascimento de Jesus. É uma estória triste. De manhã a menininha estava morta na calçada, gelada pelo frio. É uma estória bem brasileira: não temos menininhas vendendo fósforos sob a neve que cai mas temos muitas crianças, adolescentes e velhos vendendo balas de goma nos semáforos. Eu também gosto de inventar estórias. E tenho prazer especial em re-contar estórias conhecidas dando-lhes um fim diferente.

Algumas das estórias de Hans Christian Andersen estão cheias de humor e ironia, como aquela do rei vaidoso que gostava de se vestir elegantemente.  Vou recontar esta estória com dois finais: o dele e o meu.

“Havia um rei muito tolo que adorava roupas bonitas. Os tolos, geralmente, gostam de roupas bonitas. Pois esse rei enviava emissários por todo o país com a missão de comprar roupas diferentes. Era o melhor cliente da Daslu. Os seus guarda-roupas estavam entulhados com ternos, sapatos, gravatas de todas as cores e estilos. Eram tantas as suas roupas que ele estava muito triste porque seus emissários já não encontravam novidades.

Dois espertalhões ouviram falar do gosto do rei pelas roupas e  viram nisso uma oportunidade de se enriquecerem às custas da vaidade da Majestade. A vaidade torna bobas as pessoas: elas passam a acreditar nos elogios dos bajuladores… Foi isso que aconteceu com um corvo vaidoso que estava pousado no galho de uma árvore com um queijo na boca: por acreditar nos elogios da raposa ficou sem queijo…

Pois os dois espertalhões-raposa foram até o palácio real e anunciaram-se na portaria, apresentando o seu cartão de visitas: “Doutor Severino e Doutor Valério, especialistas em tecidos mágicos.” 

O rei já havia ouvido falar de tecidos de todos os tipos mas nunca ouvira falar de tecidos mágicos. Ficou curioso. Ordenou que os dois fossem trazidos à sua presença. Diante do rei fizeram uma profunda barretada, tirando seus chapéus.

“Falem-me sobre o tecido mágico”,  ordenou o rei.

Um dos espertalhões, o mais loquaz, se pôs a falar.

“Majestade, diferente de todos os tecidos comuns, o tecido que nós tecemos é mágico porque somente as pessoas inteligentes podem vê-lo. Vestindo um terno feito com esse tecido Vossa Majestade será cercado apenas por pessoas inteligentes, pois somente elas o verão…”

O rei ficou encantado e imediatamente contratou os dois espertalhões, oferecendo-lhes um amplo aposento onde poderiam montar os seus teares e e tecer o tecido que só os inteligentes poderiam ver..

Passados alguns dias o rei mandou chamar o ministro da educação e ordenou-lhe que fosse examinar o tecido.  O ministro dirigiu-se ao aposento onde os tecelões estavam trabalhando.

“Veja, excelência, a beleza do tecido”, disseram eles com a mãos estendidas. O ministro da educação não viu coisa alguma e entrou em pânico. “Meu Deus, eu não vejo o tecido, logo  sou burro…” Resolveu, então, fazer de contas que era inteligente e começou a elogiar o tecido como sendo o mais belo que havia visto.

“Majestade”, relatou o minsitro da educação ao rei, “o tecido é incomparável, maravilhoso. De fato os tecelões são verdadeiras magos!” O rei ficou muito feliz.

Passados mais dois dias ele convocou o ministro da guerra e ordenou-lhe que examinasse o tecido. Aconteceu a mesma coisa. Ele não viu coisa alguma. “ Meu Deus”, ele disse, “ não sou inteligente. O ministro da educação viu e eu não estou vendo…” Resolveu adotar a mesma tática do ministro da educação e fez de contas que estava vendo. O rei ficou muito feliz com a seu relatório. E assim aconteceu com todos os outros ministros. Até que o rei resolveu pessoalmente ver o tecido maravilhoso. Mas, como os ministros, ele não viu coisa alguma porque nada havia para ser visto. Aí ele pensou:  “Os ministros da educação, da guerra, das finanças, da cultura, das comunicações viram. São inteligentes. Mas eu não vejo nada! Sou burro. Não posso deixar que eles saibam da minha burrice porque pode ser que tal conhecimento venha a desestabilizar o meu governo…” O rei, então, entregou-se a elogios entusiasmados ao tecido que não havia.

O cerimonial do palácio determinou então que deveria haver uma grande festa para que todos vissem o rei em suas novas roupas. E todos ficaram sabendo que somente os inteligentes as veriam. A mídia, televisão e jornais, convidaram todos os cidadãos inteligentes a que comparecessem à solenidade.

No Dia da Pátria, a cidade engalanada, bandeiras por todos os lados, bandas de música, as ruas cheias, tocaram os clarins e ouviu-se uma voz pelos alto-falantes:

“Cidadãos do nosso país! Dentro de poucos instantes a sua inteligência será colocada à prova. O rei vai desfilar usando a roupa que só os inteligentes podem ver.”

Canhões dispararam uma salva de seis tiros. Ruflaram os tambores. Abriram-se os portões do palácio e o rei marchou vestido com a sua roupa nova.

Foi aquele oh! de espanto. Todos ficaram maravilhados. Como era linda a roupa do rei! Todos eram inteligentes.

No alto de uma árvore estava encarapitado um menino a quem não haviam explicado as propriedades mágicas da roupa do rei. Ele olhou, não viu roupa nenhuma, viu o rei pelado exibindo sua enorme barriga,  suas nádegas murchas  e  vergonhas dependuradas. Ficou horrorizado e não se conteve. Deu um grito que a multidão inteira ouviu:

“O rei está pelado!”

Foi aquele espanto. Um silêncio profundo. E uma gargalhada mais ruidosa que a salva de artilharia. Todos gritavam enquanto riam: “ O rei está nu, o rei está nu…”

O rei tratou de tapar as vergonhas com as mãos e voltou correndo para dentro do palácio.

Quanto aos espertalhões, já estavam longe e haviam transferido os milhões que haviam ganho para um paraíso fiscal…”

Não foi bem assim que Hans Christian Andersen contou a estória. Eu introduzi uns floreados para torná-la mais atual. Agora vou contar a mesma estória com um fim diferente. Ela é em tudo igual à versão de Andersen, até o momento do grito do menino.

“O rei está pelado!

Foi aquele espanto. Um silêncio profundo. Seguido pelo grito enfurecido da multidão.

Menino louco! Menino burro! Não vê a roupa nova do rei! Está querendo desestabilizar o governo! É  um subversivo, a serviço das elites!”

Com estas palavras agarraram o menino, colocaram-no numa camisa de força  e o internaram num manicômio.

Moral da estória: Em terra de cego quem tem um olho não é rei. É doido.

Fonte: A Casa de Rubem Alves

 

Comentário do Cidadão Crítico:

Será que a fábula do Rei Nú se aplica a nossa Sobral das Maravilhas e também à nossa Capitania Hereditária do Ceará?

 

Ribeirão para vice-prefeito (?)

Que é vaga de vice-prefeito na chapa a ser encabeçada pelo PT, via Veveu Arruda para as eleições majoritárias municipais do próximo ano será do PSB, isso já são favas contadas. Mas o fuxico político da cidade nesta semana dá como certo o nome do vereador Itamar Ribeiro da Silva, fiel aliado da família Ferreira Gomes, e atual líder do prefeito na Câmara, como o candidato a vice-prefeito de Veveu Arruda.

Que isso é conversa plantada é fácil à conclusão. Mas em política há dois tipos de interpretações: Ou a história estaria partindo de Itamar (ou de alguém ligado a ele) com o intuito de fazer vê-lo como opção; Ou a história estaria partindo de alguém querendo queimar o nome de Itamar e tirá-lo do caminho por ser um forte nome na disputa.

 

A Opinião do Blogueiro

Conhecendo o vereador Itamar Ribeiro, aposto que a iniciativa do boato não partiu dele ou de algum de seus fieis seguidores. Bem mais fácil é optar pela segunda opção, a de que estão querendo queimar o “Ribeirão”, por este ser homem de confiança dos FG’s.

 

Fonte: Sobral em Revista

 

Comentário do Cidadão Crítico:

Não tenho dúvidas de que o vereador Itamar Ribeiro será ungido o vice do Prefeito Veveu “prometeu”!

Vejamos as premissas do argumento:

1. É fiel ao Prefeito Prometeu e à Santíssima Trindade (Cid, Ivo e Ciro)

2. É o líder da Casa Grande na senzala.

3. Não abre a boca para criticar o Prefeito Prometeu.

4. Não aderiu a “Primavera da Câmara” e sempre buscou defender o Prefeito Prometeu.

Logo, a conclusão é: ITAMAR RIBEIRO SERÁ O VICE DO VEVEU!

Essa tese de que estão querendo queimar o vereador junto à Santíssima Trindade acho um tanto fraca. Uma vez que ele goza de bastante prestígio entre os mesmos. Como disse um anônimo comentador do Sobral em Revista:

Todas tentativas serão em vão, pois o mesmo goza de todos o privilégios de ter crecido ao lado dos seus irmãos: Ciro, Cid. e Ivo Gomes.

Ou será que há um nome melhor para ser vice do Prefeito Prometeu???!!

Problemas de nossa cidade – parte 1 – O Trânsito

Os devotos da Santíssima Trindade (Cid, Ciro e Ivo) e do Prefeito Prometeu, vivem a dizer pelos blogs chapa-branca que nós do Pensatório d’A Lucta, só sabemos criticar. Assim sendo, motivei-me a elencar alguns problemas que nossa cidade possui e fazer uma série de textos sobre os mesmos. Quero convidar não somente os contantes comentadores do Pensatório, mas também os devotos acima citados para participar de um debate aqui no Pensatório a cerca destes assuntos.

Nem o mais apaixonado e fiel devoto do Prefeito Prometeu não pode negar que o nosso trânsito seja problemático, que é um caos, uma desorganização só.
Pergunto:
– Quais tem sido as ações do Paço Municipal para melhorar as condições de trafegabilidade em nossa cidade? Não vale dizer que o Prefeito Prometeu mandou colocar fiscalização eletrônica que ao meu ver ainda não tem se mostrado algo que possa amenizar o problema do trânsito.
– Quando aquele monumento que foi colocado no girador próximo ao Parque da Cidade começar a funcionar, o trânsito vai ser desafogado? As pessoas vão deixar seus carros, motos e bicicletas em casa para se deslocarem para trabalho, escolas, universidade, fazer compras, etc e tal, no tremzinho???!
Vejam que o problema do trânsito em nossa Sobral das Maravilhas é o mesmo que existe em praticamente todas as grandes cidades do mundo: excesso de veículos nas ruas e pouca utilização, ou melhor, no nosso caso, inexistência de transporte coletivo que atenda a maior parte da população.

Não acredito e até agora ninguém apresentou-me argumentos que me conveça do contrário, que o VLT aliviará o nosso trânsito. Só o que passa em minha mente é que ele vai complicar ainda mais o que já está complicado.

Outro detalhe interessante. O Centro da Cidade, cada vez mais fica intransitável (sem falar nos flanelinhas que dia após dia aparecem em cada esquina da cidade. Mas estes não são problemas de trânsito, mas sim um problema SOCIAL). Vaga para estacionar está ficando cada vez mais difícil. E novamente é por conta do excesso de veículos circulando nas ruas.

Alguém pode estar esperneando apressadamente e gritando: então quer dizer que o problema são os carros e motos???!! Não, não estou dizendo que as pessoas deixem de comprar seus veículos, longe de mim falar isso. O que estou tentando enfatizar, é que em nossa cidade não há mesmo transporte coletivo que atenda a maior parte da população e que por conta dessa ausência as pessoas tem mesmo que entupir as ruas com mais e mais veículos! Afinal de contas, as pessoas precisam se locomover e se o poder público não lhes dá condições para tal…

Solução: investir em transporte coletivo de qualidade. Simples assim!

Não esqueçamos de um outro fator: a cidade se expande cada vez mais. Quanto mais distante está ficando o centro dos novos loteamentos e bairros, mais carros haverão de trafegar em nossas ruas. Boa parte das pessoas que estão comprando ou que irão comprar imóveis nestes novos empreendimentos imobiliários se obrigarão a possuir pelo menos um veículo em casa. E em muitas situações dois ou até mesmo três! E aí???!!!

Quando sua alteza real e imperial, O Príncipe, reinou em Sobral durante dois mandatos, ele investiu na abertura de novas vias de tráfego. Isso foi muito bom! Hoje temos a pericentral que é uma das poucas vias de trânsito rápido da nossa cidade. Mas depois dele nada foi feito nesse sentido. Certo dia, o Prefeito Prometeu contava um de seus sonhos no Twitter e era sobre a duplicação daquela via que vai da rotatória onde está o monumento chamado VLT até o Parque de Exposições (este por sinal rende outro texto. Como é que o Estado do Ceará investe alguns milhões de reais numa coisa que pelo visto vai ser usada uma vez por ano???!! E a manutenção daquilo ali??). Achei excelente a idéia! E torço para que saia do mundo dos sonhos de nosso Prefeito Prometeu e se torne REAL!

Em suma, falta a Sobral das Maravilhas, um sério projeto de transporte coletivo que atenda a maior parcela possível da população e falta investimento em vias de trânsito. Só posso elencar esses dois, afinal de contas, não sou especialista, mas creio que se um grupo de especialistas fossem contratados pela PMS para elaborar um projeto para o trânsito de nossa cidade haveriam de ter muito mais idéias.

Com a palavra, os devotos do Prefeito Prometeu e da Santíssima Trindade (Cid, Ivo e Ciro)!!!!

“2011 é um ano desgraçado para Sobral”, diz João Alberto

O presidente da Câmara Municipal de Sobral, Dr. João Alberto, fez mais uma dura crítica a administração do prefeito Clodoveu Arruda.

“2011 é um ano desgraçado para Sobral”, disse João Alberto.

Os vereadores estão me deixando impressionado….

Fonte: Sobral e Política

 

Comentário do Cidadão Crítico:

Pensei que a sessão de ontem, dia 18/10, da Secretaria Especial da Prefeitura de Sobral, leia-se Câmara Municipal, viesse a ser mais empolgante, uma vez que na sessão da segunda a casa quase pega fogo!

Uma coisa é certa… Essa onda de revolta dos edis está chamando a atenção. Porém, custo ainda a acreditar que isso vá muito longe, ou melhor, vá descambar num rompimento com o Prefeito Veveu “prometeu” Arruda (que em respeito aos poetas e sonhadores, não mais irei me referir a ele com o título de Poeta Sonhador!!!).

Os edis, pobres diabos, não têm mesmo coragem e peito para tal empreitada. Sabem que não são nada se não ficarem à sombra de sua alteza real e imperial, O Príncipe e de seu Conselheiro Mor, o então prefeito de Sobral das Maravilhas.

Os homens que hora estão lá exercendo o papel de representantes do povo, na Casa do Povo, não deixam de ser meros marionetes nas mãos poderosas dos Irmãos Ferreira Gomes. E aqueles que eles representam, o povo, o que pode fazer???!!! Lamentar-se, somente isso… E pior que nem o Muro das Lamentações iremos ter…

E se o impossível acontecer?! Se os edis desencadearem a revolta da senzala contra a Casa Grande e seus Senhores?! Aí, pensatoriantes, Sobral finalmente haverá de ter despertado do sono profundo da inérica política! Será nossa abolição!

Enquanto isso, vamos ficar aqui no Pensatório d’A Lucta aguardando pelo desenrolar dos factos e torcendo mesmo pela revolta da senzala contra a Casa Grande. Também esperamos ver aqui postados comentários contrapondo nossos pontos de vista. O espaço aqui no Pensatório é democrático. Mas venham munidos de argumentos bem construídos, bem fundamentados, não nos venham com ataques e agressões!