Arquivo mensal: junho 2012

Não se deixe levar pela beleza da publicidade! Tenha sua própria opnião!

Frases que devem ser lembradas toda vez que se olha para uma peça publicitária dos poderes municipais, estaduais e federal. Ainda mais nessas épocas de eleições!
Devemos ter o mesmo critério ao assistir aos programas eleitorais com suas promessas maravilhosas!

“A propaganda jamais apela à razão, mas sempre à emoção e ao instinto”.

“Pode ser bom possuir o poder baseado na força, mas é melhor ganhar e segurar o coração das pessoas!”.

“De tanto se repetir uma mentira, ela acaba se transformando em verdade”.

“Toda propaganda deve ser popular, adaptando seu nível ao menos inteligente dos indivíduos.”

“Quanto maior seja a massa a se convencer, menor há de ser esforço mental a realizar.”

“A capacidade receptiva das massas é limitada e sua compreensão escassa…”

“As massas tem grande capacidade para esquecer…”

Joseph Goebbels, Ministro da Comunicação do Terceiro Reich

Joseph Goebbels, segundo muitos historiadores foi “o criador” de Hitler. Ele foi responsável pela máquina de propaganda nazista que fez com que boa parte da Alemanha na época passasse a ver o Fürer como uma espécie de deus! Essas suas frases não parecem muito com o que vemos aplicado nas publicidades oficiais? Para saber mais sobre esse personagem da História veja esse link: http://pt.wikipedia.org/wiki/Joseph_Goebbels

É interessante notar que certas palavras são constantemente usadas nessas peças publicitárias oficiais. São elas: DESENVOLVIMENTO, QUALIDADE, MELHORIA, PROGRESSO, dentre outras palavras bastante positivas. Ou seja, a manobra para se colocar nas mentes menos críticas a idéia de que aquilo que está sendo mostrado é verdade e que deve ser acreditado é muito forte.

É lamentável que ainda temos uma imensa maioria de mentes que não tem tempo para pensar.

Eis um vídeo que está sendo amplamente divulgado na rede social que faz uso dessas estratégias. Há um outro da Prefeitura Municipal de Sobral também divulgado na rede social que mostra uma cidade como muitos não conhecem.

Anúncios

Verdades irrefutáveis no Reino de Sobral das Maravilhas

Esta é uma lista ainda em construção. Talvez nunca chegue a um fim pois a cada dia poderemos descobrir uma “Nova Verdade Irrefutável” no Reino de Sobral das Maravilhas. E se você conhecer alguma e quiser adicionar a este index escreva como um comentário, pois toda ajuda é bem vinda!

Primeira Verdade:
“O que o Cid Gomes fez, faz e fará, sempre foi, é e será para o bem do povo. Quem disser o contrário será condenado a arder no mármore do inferno”.

Segunda Verdade:
“Todo político ou pessoa ligada a algum político em Sobral é bom, é probo, é honesto, é autruista e livre de qualquer interesse pessoal maior. Está sempre pensando em fazer o bem ao povo. Tudo isso é verdade desde que estas pessoas estejam do lado de quem está no poder, caso contrário, arderá no mármore do inferno e será visto como alguém que vendeu a alma ao diabo”.

Terceira Verdade:

“A administração do Prefeito Veveu é boa. Não há problemas maiores em nossa cidade e tudo aquilo que o Prefeito fez, faz e fará é para o bem de toda a cidade e livre de qualquer interesse que favorecerá alguém ou algum grupo. Quem pensar o contrário será visto pelos demais cidadãos como um infiel e merecerá arder eternamente no mármore do inferno”.

Quarta Verdade

“Todo cidadão (ou parente de cidadão) que está do lado do poder reinante no Paço Municipal, ou na esfera do poder Estadual, tem todo o direito de estacionar onde bem entender. Seja em cima de faixa de pedestre, em faixa amarela, em local com placa de proibido estacionar, em vaga reservada para ambulância, enfim, onde sua vontade desejar. Se não for um cidadão assim sofrerá os rigores da lei, intransigentemente”.

Quinta Verdade
“Somente aquele que é abençoado pelos irmãos Ferreira Gomes é que pode pensar em ser candidato as prefeito, vereador ou qualquer outro cargo eletivo, seja na esfera municipal, estadual ou federal. Aquele que não receber essa benção será execrado, visto pelos eleitores como incompetente, sem projeto, sem condições morais e quiçá, legais de pelo menos entrar na disputa. E se insistir em se candidatar deverá enfrentar toda a fúria dos devotos da Santíssima Trindade (Cid, Ciro e Ivo) e arderá no mármore do inferno”.

Sexta Verdade
“O que é feito pelo poder executivo, seja ele municipal ou estadual, não deve ser questionado, pois isso contraria a Primeira Verdade Irrefutável do Reino de Sobral das Maravilhas. Tudo deve ser visto como sendo para o bem da população, pois nada que os executivos municipal e estadual fazem é danoso para a população. Quem fizer algum questionamento será visto por aqueles que estão do lado do poder como um infiel e deverá arder no mármore do inferno”.

Sétima Verdade
“Funcionário concursado é danoso para o Paço Municipal. Por isso não é bom para o Paço Municipal fazer concurso público e o melhor mesmo é manter a política de contratações sem concurso público ou através de terceirizações mediadas por institutos”.

Oitava Verdade
“O VLT vai melhorar o trânsito do Reino de Sobral das Maravilhas, não vai causar nenhum transtorno, nenhum acidente e ainda vai ajudar a educar as pessoas no trânsito.
Quem for contrário a isso é espírito de porco (segundo o agora Deputado Ivo Gomes, afinal de contas ele resolveu assumir) e vai queimar no mármore do inferno”.

Nona Verdade:

“O Prefeito Veveu “prometeu” Arruda é cheio de boas intenções e vontade de fazer, ele não tem culpa se seus assessores ou secretários não cumprem com aquilo que o Prefeito promete á população. O Prefeito é completamente inocente e isento de responsabilidade da letargia da gestão da PMS. Quem duvidar dessa verdade será visto como um perseguidor da gestão do Prefeito Prometeu e irá queimar no mármore do inferno”.

Quanto vale o show

Dora Kramer – O Estado de S.Paulo

Na geleia geral vigente no cenário político sobram pouquíssimas vozes moralmente abalizadas para condenar a aliança do PT com Paulo Maluf na eleição municipal de São Paulo.

Dizer o quê, se apoios são pagos com cargos de maneira explícita, variando apenas se a quitação ocorre à vista e com pronta entrega de cargos – como no caso de uma secretaria no Ministério das Cidades entregue ao PP de Maluf – ou a prazo na forma de promessa de ocupação de espaços na máquina pública?

Espantar-se com mais o quê, se não há resquício de preocupação com identidades, nem falemos ideológicas, mas minimamente programáticas, e se a referência única é o tempo de televisão a ser acumulado pelo carro-chefe da coalizão e beneficiário principal da negociata?

Criticar quem poderá, se todos agem segundo a mesma ausência de critério?

O principal adversário do PT em São Paulo, o PSDB, é que não haverá de ser, pois até outro dia estava negociando apoio com o mesmo personagem. Inimigo tradicional dos petistas no plano regional, mas há quase dez anos aliado deles em âmbito federal.

Questão resolvida e do ponto de vista da coerência superada lá atrás, quando Lula atraiu a legenda para a base do governo da qual nunca mais saiu.

Portanto, não há razão para tanto espanto, para tão efusivos ataques à “incoerência” do PT. Ou mesmo para o “desconforto” expresso pela deputada Luiza Erundina indicada para vice de Fernando Haddad em composição com o PSB nem para o “pesadelo” apontado pela senadora Marta Suplicy.

Maluf é diferente, um emblema, nome que já virou verbo e destaque na lista de procurados pela Interpol?

Pois nesses tempos em que réus acusados de integrar organização criminosa ocupam postos de direção partidária, ganham cargos na estrutura federal, presidem comissões importantes no Congresso, apresentam-se como candidatos ao eleitorado que gentilmente lhes dão votos para representação legislativa e executiva, francamente, Paulo Maluf é mera peça de composição do ambiente.

Digam com sinceridade o senhor e a senhora se, na essência, há diferença entre a pose de Lula ao lado de Maluf e Haddad agora e dos atos de defesa que, como presidente, assumiu em prol de protagonistas de escândalos?

Não estamos diante de nenhuma novidade. O que vemos é resultado do acúmulo de abusos cometidos nas barbas de uma sociedade que aceita tudo e ainda bate palmas.

Não reage nas urnas aos exotismos cada vez mais exóticos dos partidos que não se distinguem mais no mérito de suas propostas nem fazem questão de disfarçar a sanha em que se lançam a um vale tudo desmoralizante por um minuto a mais na televisão.

Pior que isso só a falsidade dos indignados de ocasião. Onde estavam nos últimos anos enquanto um presidente da República usava repetidas vezes do argumento do “todo mundo faz” para amenizar efeitos de denúncias que envolvessem qualquer um que pudesse lhe propiciar ganhos políticos?

Onde estavam quando esse mesmo presidente zombava da Justiça, menosprezava as instituições, desqualificava o Congresso com uma ofensiva de cooptação explícita como nunca se viu?

Alguns quietos, outros na linha de frente da defesa da política das “mãos sujas”. Ora, uma aliança do PT com Maluf em São Paulo é mais um entre tantos outros atos de pragmatismo exacerbado e mistificação de resultados que fazem as normas da casa.

Está demais? Sem dúvida, mas já faz muito tempo que se passou da conta.

Anonimato. O Tribunal Regional Federal da 1.ª Região livrou a Justiça de um vexame ao decidir pela legalidade das provas obtidas pela Polícia Federal contra Carlos Cachoeira e companhia.

O argumento da defesa, de que denúncia original era anônima e por isso inválida, equivaleria a considerar nulas todas as investigações decorrentes de informações dos disque-denúncia, cujo trabalho (exitoso) se baseia exatamente na preservação da identidade do denunciante.

 

Fonte: Quanto vale o show

Quem é que decide uma eleição nos dias de hoje?

Faz muito tempo que observo uma quantidade imensa de pessoas tentando conscientizar um número cada vez maior de eleitores através das redes sociais eletrônicas, bem como nos blogs e em outros veículos de comunicação de massa.

Porém, penso que essa luta, pelo menos no curto espaço de tempo é uma batalha quase perdida. Por que?

Porque, quem realmente tem decidido e que ainda decidirá as eleições, sejam elas municipais, estaduais ou federais, ainda é uma imensa massa de eleitores que não são atingidos, nem muito menos sensibilizados por essas campanhas.

Nao pensem que quem tem decidido as eleições seja uma elite intelectual politizada que alimenta essas campanhas nas redes sociais. Infelizmente, muito infelizmente, não! Essa elite, como toda elite, é uma minoria. E a grande massa da qual falei acima, ainda faz parte da famigerada massa de excluídos da sociedade da informação!

Quem realmente tem decidido as eleições em todas as esferas é uma imensa multidão que não tem tempo para pensar! Não tem tempo pra pensar porque trabalha duro, pega ônibus lotado (ou trem ou barca igualmente lotados). Além de trabalhar, muitas vezes tem casa para cuidar, crianças para ensinar o dever e marido para amar. Outros também tem que estudar no turno da noite para conseguir uma boa colocação num concurso público e além dos estudos da noite durante a semana ainda tem os do fim de semana.

Quem realmente tem decidido as eleições são pessoas que sonham com um mínimo de dignidade. Que almejam um pouco mais de cuidado com a saúde. Que desejam demais uma educação melhor para seus filhos. Educação pública e gratúita, afinal de contas, não tem dinheiro para pagar escola particular. Essas pessoas todas são os primeiros a serem ludibriados com as belissimas peças de publicidade, nas quais colocam para aquelas pessoas que se o candidato X for eleito, tudo aquilo que de maravilhoso é mostrado (e como a vida é bela nos comerciais dos políticos) será real, basta somente o cidadão lá ser eleito. E assim, correm para as urnas para votar naquele que mais lhe prometer o paraíso na Terra.

Quem realmente tem decidido as eleições são muitos homens e mulheres do campo, muitas vezes massacrados perdidas vezes seja pelas secas, seja pelas enchentes. Essas situações que há muito tempo já poderiam não mais afligí-los, mas se acabarem com a indústria da seca como é que se elegerão aqueles que prometem ad infinitum acabar com a maldita da seca?

Por isso que tenho ficado um tanto desesperançoso de perceber uma mudança grande na consciência do eleitor num curto espaço de tempo. O eleitor, em sua imensa maioria, não tem tempo para pensar! Aliás, tempo para pensar sempre foi um privilégio de quem não precisava trabalhar desde a Grécia Antiga, pois quem trabalhava na verdade eram os escravos e as mulheres. Por isso que os cidadão tinham tanto tempo de ficar na Ágora debatendo o futuro político da polis.

Espero que um dia isso mude! Que o cidadão não precise trabalhar tanto e se sacrficar tanto para poder ter tempo para pensar! E que isso, tempo para pensar, não seja um privilégio de uma minoria elitizada.

Uma visão positiva da cidade de Sobral

Passei alguns dias lendo somente os meios de comunicação oficiais (jornal da Prefeitura Municipal, o Blog da PMS e alguns blogs de tendência chapa-branca). Nesses dias me furtei a ler qualquer outra coisa que não fosse aquilo que é divulgado pelos meios oficiais de comunicação. E foi então que consegui construir essa minha visão de Sobral através da mídia oficial.

Aqueles que vivem a dizer que só falo mal da gestão municipal não poderão dizer isso diante deste texto abaixo.

Educação pública:

A educação pública na cidade de Sobral é tão boa que imagino que dentro de alguns anos não mais será interessante os pais colocarem seus filhos em instituições particulares de ensino. Vejo a educação pública de Sobral ganhando tantos prêmios que chego a acreditar que hoje já não é tão interessante gastar-se dinheiro com escola particular. São muitos prêmios, são muitas comendas, é reconhecimento nacional e até internacional. Penso que essas crianças poderão tranqüilamente, quando chegar o momento, concorrer de igual para igual com outras crianças que foram educadas em escolas particulares. Basta fazer uma rápida pesquisa para constatar e quantidade imensa de prêmios que a Secretaria de Educação do Município de Sobral recebe. E não é só isso, há muitos pais e mães felizes com a escola dos filhos. Nada falta nessas escolas. Sempre tem fardamento, material de primeira qualidade e o principal, professores altamente motivados, apaixonados pelo ofício de ensinar. Assim sendo, não tardará em Sobral o dia que estabelecimento de ensino privado ser coisa do passado. Ou talvez será destinado àqueles que por alguma infelicidade do destino não tenha conseguido vaga em alguma das muitas ótimas escolas do município de Sobral.

Locomoção urbana:

Sobral cresce a olhos vistos. Sobral é uma pulsante cidade que não tem deixado nada a desejar às grandes cidades da Europa ou dos Estados Unidos. E o nosso trânsito reflete isso. São muitos veículos nas ruas. Tanto automóveis, como motocicletas, caminhões, etc. Isso mostra também como o poder aquisitivo da população é cada vez maior. E diante desse fato não podemos deixar de reconhecer que nosso trânsito poderia ser bem pior. Nosso trânsito tem problemas pontuais, mas a Coordenadoria de Trânsito, é extramamente ágil e eficiente na resolução desses pontuais problemas. E quando o VLT estiver funcionando, aí sim é que esses problemas serão praticamente extintos, afinal de contas, não será mais interessante tirar o carro ou a moto da garagem para ir ao trabalho, deixar as crianças no colégio, ou até mesmo fazer compras.

Segurança pública:

Como toda grande metrópole, em Sobral de vez em quando, muito raramente, somos surpreendidos por notícias de violência. Mas são casos isolados, muitas vezes arengas de meninos de rua ou brigas de comadres. Sobral é uma cidade muito tranquila, calma mesmo. Uma cidade que tem um sistema de segurança pública tão bom, tão eficiente, que o cidadão anda muito tranquilo e sem maiores preocupações. Assaltos? Isso acontece uma vez perdida na vida. Assassinatos? É outra coisa que raramente acontece. Enfim, podemos ficar muito felizes por viver em uma cidade que apesar de grande, de ser uma metrópole, a violência é praticamente zero. O cidadão sobralense pode dormir tranquilo todas as noites que seu sono está sempre protegido. O cidadão sobralense pode andar sem nenhuma preocupação nas ruas pois dificilmente um meliante irá tomar-lhe a bolsa, dinheiro ou até mesmo a vida. O cidadão sobralense poderia até mesmo dormir  com as portas da casa abertas para melhorar a ventilação nas noites quentes de verão, pois muito dificilmente acordará com um visitante indesejado dentro de casa. No máximo um cãozinho da rua ou um gato!

Emprego:

Não existe desemprego em Sobral. Melhor dizendo, até existe um pouco, mas são tantas as empresas que querem vir se instalar nessa cidade, são tantos os empreendimentos que estão surgindo e que surgirão, que dentro em breve estaremos é precisando trazer mão de obra de outras cidades ou até mesmo de outros estados. O sobralense não tem que se preocupar com isso. O sobralense que olha para o seu filho pequeno ou adolescente que ainda está estudando numa das muitas ótimas escolas públicas do município, pode ficar tranqüilo que quando for a hora do menino arrumar um trabalho, não faltará oportunidades. Ele poderá inclusive escolher aquela que melhor se aprouver, pois muitas e muitas serão as oportunidades de emprego nessa terra dentro de um curtissimo espaço de tempo. Penso que em cerca de dois anos a economia dessa cidade pulsará cada vez mais forte diante de tantas e tantas empresas ávidas por virem instalar seus parques fabris aqui.

Saúde:

A saúde pública de Sobral assim como a educação, é campeã de prêmios. Quase todo o mês a Prefeitura Municipal é agraciada com algum premio em reconhecimento do excelente e maravilhoso serviço de saúde pública que tem na cidade. Super lotação em hospitais? Isso não existe não. Pessoas passando mal em filas para serem atendidas? É outra inverdade. Falta de medicamentos nas unidades de saúde básicas? Nunca se ouviu falar. A saúde em Sobral é gerida com a maior competencia possível. Os profissionais são altamente capacitados, todos muito bem formados e o melhor, recebendo bons salários, o que faz com que essas pessoas, desde o mais simples agente de saúde comunitário até o mais graduado cirurgião preste um serviço de altíssima qualidade e que não deixe o cidadão a mercê da boa aventurança. O cidadão sobralense também pode ficar tranquilo pois a saúde está sempre em boas mãos. A saúde aqui funciona e serve de exemplo para o país inteiro. Quisera eu que o nosso Secretário Municipal de Saúde fosse Ministro da Saúde. Só assim esse país teria um serviço de saúde digno para toda a sua população.

Finalizo aqui a minha visão positiva a respeito da cidade de Sobral. Não posso deixar de evidenciar que estas coisas que escrevi são baseadas em tudo aquilo que li nos meios oficiais de comunicação.

Agora  convido os pensatoriantes que por aqui passam a comentar esta Sobral vista através dos seus meios oficiais de comunicação.

O eleitor deveria ficar acima das picuinhas partidárias

A disputa política como instrumento de discussão dos problemas de uma comunidade trata-se de importante meio que o regime democrático oferece para que a cidadania seja exercida em sua plenitude. É através do confronto de ideias e do debate em torno de posições antagônicas que os consensos se formam e se fortalecem em prol do atendimento dos anseios da maioria. Por isso mesmo, as tensões inerentes ao entorno desses debates são perfeitamente factíveis na medida em que cada uma das visões de mundo colocadas em xeque, possam ser dissecadas ao extremo, procurando se tirar o melhor caminho em benefício da maioria.

Não há, portanto, como se questionar a legitimidade das disputas internas dos partidos, desde que tenham como pano de fundo o melhor para a sociedade. O risco é quando esse caminho se desvirtua deixando em segundo plano as discussões sobre as demandas da população. Infelizmente, os recentes fatos acontecidos em Fortaleza no que diz respeito à manutenção da aliança PT e PSB não têm oferecido ao eleitor, o maior interessado, opções sobre como se enfrentar os problemas que a Capital vem apresentando.

O que se tem visto nos últimos dias é um bate-boca muitas vezes infantil que não avança em torno de propostas concretas em relação à Cidade, mas apenas com o interesse de manter uma aliança que garanta a possibilidade dos dois grupos políticos no estado chegarem fortes à eleição. Esquecem os caciques das duas agremiações que o eleitor é que deveria ser o principal interessado nessa discussão, mas, por enquanto, este passa ao largo.

O pior de tudo é que se sabe que nem mesmo a aliança política é capaz de produzir efeitos benéficos à Cidade. Não é de hoje que Prefeitura e
Governo do Estado têm protagonizado cenas lamentáveis de desavenças administrativas. O eleitor, com certeza, não está interessado nesse tipo de discussão e a sociedade, como um todo, anseia que o debate seja focado na cidade. É o mínimo que se pede.

Fonte: http://blog.opovo.com.br/blogdoeliomar/um-brado-por-debate-sobre-problemas-de-fortaleza/

A “verdade” nas propagandas oficiais (Governos Federal, Estadual e Municipal)

Como eu gostaria de viver no mundo que é mostrado nas propagandas oficiais, sejam elas do Governo Federal, Estadual ou Municipal.

Tudo é bom!

Tudo funciona!

Tudo é maravilhoso!

Não existe violência!

Não existe filas em hospitais!Há médicos para todos. E todos os profissionais são simpáticos, sorridentes, gentis! Niguém destrata ninguém!

As escolas são uma maravilha! Todas as crianças e adolescentes aprendem, estudam, estão felizes por estudarem naquela escola pública! E os professores? São sorridentes e felizes por estarem ali na labuta. Não reclamam, não fazem greve!

Os meios de transporte também são tudo de bom! Não existe ônibus lotado, não existe engarrafemantos.

E o lazer?! As pessoas estão felizes nas praças, nas ruas andando de bicicleta ou a pé ou de patins. Ninguém se preocupa com nada!

Habitação é outra maravilha! Não há gente morando em áreas de risco, nem muito menos em condições degradantes!

Emprego? Todo mundo tem emprego e é bem pago e sem falar que tem benefícios mil!

Enfim, como eu queria viver no mundo dos comerciais oficiais!